Por Bruno Fleming

Por Bruno Fleming

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Bigode de Leite, Semente de Romã - Vol 04

Bruno Fleming













...continuando...

Carta de Seu Sebastião da guerra:
“Aos12 queridos Totó e Dona Chica: Paz e amor!
No escuro da guerra, atingidos por um balão Americano vermelho, branco e azul...
Prisioneiro que sou, suportarei toda dor!
Tentarão me fazer falar, pois bem saberei me calar...
No calor dessa guerra, dentre tantos feridos soldadinhos magros, aqui vos fala mais um...
Mas apesar dos rumores, somos os vencedores!
Tentarão me fazer chorar, pois bem saberei me segurar.”

Assinado: Seu Sebastião.

      Vai13 balãozinho de São João, sobe e leve um beijo pra Sebastião!

(Totó): - Pai, volte logo da solidão, estamos como a fome está para o pão!
(Tio daqui): - Paizão se deus quiser voltará da guerra são e salvo a chorar a vitória!
(Tio de lá): - Sei não, trem que é bão não trás má notícia!
(A Empregada): - Atenção, acode a bandeira!

E o maquinista entrou na sala e leu a nota:

(O Maquinista): - Seu Sebastião bateu as botas!
(Totó): - Papai, não vá tão cedo, que medo... papai não vá tão cedo, que medo...

Esse é o samba mais triste.

(O Padre): - Capitão14, para te velar também vieram: Iáiá, Silas, Valdemar, Enos,
Bebé, Seu Zé Canarinho, Seu Quis, Seu Veludo. Veio Seu Dito do Leite, Ivo, Carminha,
Onofre & Amélia, Mulero & Nezica.
(Seu Veludo, o Pasteleiro): - Sagrada15 fé cura!
(Zé Canarinho, o Barbeiro): - Sagrada fé mostra!

Vai vivendo mãe sem marido e filho sem pai.
Vida simples, arroz com feijão.

(Seu Dirceu, o Sorveteiro): - Sagrada fé sempre!
(Seu Quis, o Inventor): - Sagrada fé forte!

Vai vivendo subindo a ladeira do cemitério, viuvinha. Flores na mão.

(Dona Chica): - Boa morte! Voa anjo!

Andar a pé, pedra!
Andar a pé, espinho!
Vai vivendo toda beleza dia-a-dia!
Molequinho, bola no pé!

(Dona Chica): - Boa sorte! Voa anjo!


***
Fim da primeira parte: Semente de Romã
continua...








Nenhum comentário:

Postar um comentário