Por Bruno Fleming

Por Bruno Fleming

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Monstro Ataque - Glup!



INFOS:
Álbum: Glup!
Artista: Monstro Ataque
Gênero: Instrumental/experimental
Ano: 2014
Selo: Lambe Lodo Records
Produção, mixagem e masterização: Bruno Fleming
Todas músicas por Bruno Fleming.
Download MP3: http://www.mediafire.com/download/duxpeh620s69xr1/Monstro+Ataque+-+Glup!+%282014%29.rar







segunda-feira, 28 de julho de 2014

domingo, 17 de novembro de 2013

Monstro Ataque - Aaargh!



INFOS:
Álbum: Aaargh!
Artista: Monstro Ataque
Gênero: Instrumental/experimental
Ano: 2013
Selo: Lambe Lodo Records
Produção, mixagem e masterização: Bruno Fleming
Todas músicas por Bruno Fleming, exceto "Lupi" por Bruno Fleming e Luciano Valério.
Download MP3: http://www.mediafire.com/download/deh95kmzxs80euz/Monstro+Ataque+-+Aaargh!+%282013%29.rar


terça-feira, 13 de agosto de 2013

The Swimmer - Boddah (EP)


The Swimmer, primeiro EP do projeto Boddah.
Produzido, mixado e masterizado por Bruno Fleming.
Todas músicas e letras por Bruno Fleming. 

Para Baixar: http://www.mediafire.com/download/udot700djo8h94o/Boddah_The_Swimmer_EP_(2013)_mp3.rar




Marajá



"Marajá" - primeiro single do álbum "Cama Mole".
Produzido e dirigido por Matheus Fleming.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

CAMA MOLE

Arte por Bruno Fleming
Cama Mole - Produzido, mixado e masterizado por Bruno Fleming.
Remasterizado por Mauricio Takara no Estúdio El Rocha em Julho de 2013.

Todas músicas e letras por Bruno Fleming, exceto "A Resina de Farnese" com letra por Paula Lombardi.

Cama Mole é um projeto em parceria dos selos Lambe Lodo Records e Desmonta.
Visite também: http://desmonta.com/


COMO COMPRAR O DISCO: http://desmonta.com/loja-virtual/

COMO BAIXAR O DISCO: http://www.mediafire.com/?k5esb8jl67suq2b




PEQUENO URSO
Urso mole, patas de patê
Olhos de remela querem ver
No sonho bom algo pra comer
Mel e abe...
Amarelos pelos de bebê
Dentes de filhote irão saber
A hora de acordar pra morder
Mel e abe...


MARAJÁ
Ronca ronca Salomão na hora do jantar
O sono te lambe, te chama pra deitar
O sono lambe as manchas de sopa em seu pijama
Preguiça, Salomão acorda ao meio-dia
E tira caramelos do nariz
Tulipa pensa em passear durante o dia
Salomão deseja descansar
Dorme dorme marajá na hora de almoçar
Tua menina querendo te encontrar
O sono come a chance de Tulipa te enxergar
Preguiça, Salomão acorda ao meio-dia
E tira caramelos do nariz
Tulipa pensa em passear durante o dia
Pena que ele não vai levantar


DODESKADEN
Pijama, cama, colchão, sonho bom


MEU ÍDOLO É UM SUICIDA
Onde está você
Caro amigo Boddah?
Vim pra te dizer
Tudo é minha culpa
Quis fazer pior
Eu não sou feliz
Tranco a minha porta
Eu não sou daqui
Leve-me de volta
Há de ser melhor

  
TRAVESSEIRO
Corre que detrás do muro
Tem um travesseiro pra te ajudar
A fugir daí a tempo
De acreditar e de perceber
Que todo zum zum zum
É só pra incomodar teu sono
O sonho que me solta, se eu quiser pular
O sonho que me cura, de onde eu sangrar
E quando vier faça-me um favor
Traga com você algo pra tocar
Algo pra beber, bom pra celebrar...
O sonho que me solta, deixa flutuar
O sonho que me cura, manda descansar
Corre que detrás do muro
Toca um realejo pra te ajudar
A ouvir melhor o mundo
De acreditar e de perceber
Que todo zum zum zum
Quer atrapalhar teu sono
O sonho que me solta, ensina a imaginar
O sonho que me cura, não deixa acordar
E quando vier faça-me um favor
Traga com você algo pra tocar
Algo pra beber, bom pra celebrar...


PÁSSAROS DO TSUNAMI
Morreram os pássaros
Não tinham onde pousar
Do cansaço em suas asas
Era tudo, e tudo era água


SPACE BOY & LOO MARX 02
Space Boy acha que sabe o que quer
Deitado imaginando
Loo Marx decidiu ir embora
Olhos pro céu, cheia de planos
E ele dorme dorme dorme dorme
Ei Space Boy não acorde
Ei Loo Marx não demore
Nele caberá todo e qualquer
Pijama amarrotado de sono
Nela, linda flor na lapela
E mochila para novos encontros
E ele dorme dorme dorme dorme
Ei Space Boy não acorde
Ei Loo Marx não demore


A RESINA DE FARNESE
Algumas horas foram tão bonitas
Que queria apenas tocá-las
De novo cristalizadas
Transformadas em bolas de natal
Mesmo que desbotassem com o tempo
Uma vez por ano eu as teria penduradas
Enfeite, deleite


ZzZzZz
Lecamamo cama mole


ORAÇÃO AO EREMITA
Se todo mundo já vai por aí
Então para ti
Só cabe o caminho inverso
Longe de tudo
Pra dentro do umbigo
Sozinho no mundo
No rumo da benção do sol
Filho do barro
Adeus para sempre
Carrega no peito
O olho que viu diferente
Felicidade, melancolia
No tato da pedra
Verdade pra quem não sabia

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Single: Boddah - Walking The Cow (cover Daniel Johnston)

Arte por Bruno Fleming


Presente de natal da Lambe Lodo Records!
Mais um single de Boddah, dessa vez um cover do incrível Daniel Johnston!
Com vocês, Walking The Cow!

Música e Letra por Daniel Johnston, setembro de 1983.
Voz, percussão, baixo, guitarra e trompete por Bruno Fleming.




DOWNLOAD: http://www.mediafire.com/?j5y86hmo457087g

Trying to remember
But my feelings can’t know for sure
Try to reach ou
t
But it’s gone

Lucky stars in your eyes
I’m walking the cow

I really don’t know how I came here
I really don’t know why I’m staying here

Oh, Oh, Oh.  I’m walking the cow

Tried to point my finger
But the wind keeps blowing me around
In circles... circles...

Lucky stars in your eyes
I’m walking the cow

I really don’t know what I have to fear
I really don’t know why I have to care

Oh, Oh, Oh.  I’m walking the cow
Lucky stars in your eyes